Poeta Carvalho Neto
De Poesia ninguém morre... se vive!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Perfil
Reflexões sobre Vida no 1º de Abril
 
O 1º de abril, há quatro anos passados, é um dia que me marcou para sempre. Não foi o dia em que nasci para o mundo, mas, sim, o que renasci para a vida que hoje se posta a minha frente, com todas as suas perspectivas e limitações.

E, nesse dia, mais que nunca, vou celebrar essa vida. Será um dia para comemorar a própria existência: lembrar que o sol beija o chão... que a chuva molha e fertiliza a terra... e que as estrelas piscam alegres nas madrugadas insones.

Um dia para lembrar das coisas boas que fiz ou daquelas que eu dispensaria de ter feito. Mas, nesse mister, é a história que construí, nas trilhas que percorri, nos rastros que deixei, nos sonhos que realizei e nas oportunidades que perdi.

E nessa trajetória sinuosa do perde-ganha, fiz-me sedutor nas conquistas e magnânimo nas derrotas. Curti muito os acertos e tentei aprender com meus erros. Assim, fui, sou e sempre serei o protagonista do meu caminho, na plenitude das decisões que adotei, adoto e adotarei.

Portanto, nada posso reclamar e nem a ninguém do que sou hoje. E, se amanhã não é o "Dia do Juízo Final", será mais um dia especial. Amanhã será um novo dia... vou vivê-lo intensamente, como se o último fosse... antes do dia seguinte!

Obrigado a todos os que fazem parte dessa trajetória!