Poeta Carvalho Neto
De Poesia ninguém morre... se vive!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


Lua...Lua...Lua... (Sonho de Poeta)


Lua mágica da cor de prata,
Dos poetas em serenatas,
Dos compositores e das sonatas.
Dos tenores nas traviatas,
Dos amores em cascatas.

Lua poesia dos menestréis,
Dos degredados e dos bacharéis,
Dos amotinados nas galés.
Dos acortinados nos cabarés,
Dos engenhos e dos cafés.

Lua melancolia dos retirantes,
Dos notívagos delirantes,
Dos inferiores e dos comandantes,
Dos católicos e dos protestantes,
Dos diferentes e dos semelhantes.

Lua desejo mais antigo,
Lua segredo mais atrevido,
Meu regaço... melhor abrigo,
Paraíso dos esquecidos,
Lua que amo e tanto preciso.
 
Lua, tão bela e faceira,
Emoção mais verdadeira,
Lua... lua... lua... paixão primeira,

Minha eterna companheira,
Meu sonhar a vida inteira.




(Carvalho Neto)
 


Contexto
Creio que agora posso encerrar minha breve produção literária, pois, embora nunca tenha me voltado para escrever algo sobre a magia e o fascínio que a "lua" exerce sobre mim, restou-me um sentimento de gratidão pela forma com que ela me acompanha ao longo da vida, desde a infância.


Ps: A imagem que acompanha o texto foi retirada do site "PIXABAY", disponibilizada gratuitamente no Google.
Poeta Carvalho Neto
Enviado por Poeta Carvalho Neto em 10/03/2017
Alterado em 15/08/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários