Poeta Carvalho Neto
De Poesia ninguém morre... se vive!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


O Poeta, o Amor e a Dor da Saudade

Saudade é dor doída,
Pela ausência de quem se ama,
Saudade é a chama ardente,
Que o coração sente... chora e reclama.

Saudade é ter que não ter,
De tanto sofrer...
Saudade é estar distante,
Por te querer.

E, eu que te quero tanto,
E tanto preciso para viver,
Tanto que'u amo,
Amar tanto, você.


(POETA CARVALHO NETO)

CONTEXTO


PS: Agradeço ao grande amigo "Trovador das Alterosas", um mágico das letras poéticas, cuja amizade nasceu e está sendo construída, aqui, no Recanto das Letras... que gentilmente criou a "Intextualidade" com o poema "O Poeta, o Amor e a Dor da Saudade"... abrilhantando-o através dos versos abaixo.


INTEXTUALIDADE

 
É sim poeta, a saudade dói,
 Quando a amada vai embora.
 Parece que um bichinho rói
 O nosso coração que chora.

Sabia que a saudade adoece?
E quando a gente ama tanto,
A nossa mente não esquece,
Nossa vida perde o encanto.

Quanto mais se tenta esquecer
Mais ainda ela se faz presente,
Parece adivinhar nosso querer
Nos fustiga zombando da gente.



(TROVADOR DAS ALTEROSAS)
Poeta Carvalho Neto
Enviado por Poeta Carvalho Neto em 04/04/2017
Alterado em 26/06/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários