Antônio Carvalho Neto
De Poesia ninguém morre... se vive!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos




Eternamente te Esperando


Te esperei, te esperei, te esperei...
Até o derradeiro minuto!
E, como não veio,
Delonguei o tempo de espera,
Porque viver sem você,
É respirar sem ar!

Aí... Te esperei, te esperei, te esperei...
E continuei a te esperar, eternamente!

 
 

MARAVILHOSA INTERAÇÃO



Te esperei tanto ao anoitecer,
Nas varandas de luar,
Na igreja a rezar,
Te esperei em pensamento,
Juras ao vento,
Não lamento.

(Poetisa Rosa Alves)

 
 
Ps: Este poema "simples" é inspirado no sentimento mais sublime que pode ter o ser humano: a saudade de um grande amor. E é ao amor que ele é oferecido... aos amores reais e aos amores imaginados... mas, que sejam eternamente amores!
Antônio Carvalho Neto
Enviado por Antônio Carvalho Neto em 22/11/2017
Alterado em 08/03/2018
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários