Antônio Carvalho Neto
De Poesia ninguém morre... se vive!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos



Não Choro Mais... o nosso amor de ontem


Não choro mais,
Embora, já o tenha feito.
Não corro atrás,
Ainda, que tenha ido tantas vezes.
Não espero nada,
Mesmo que houvesse antes.

Assim, se vier para mim,
Ótimo... mais uma vez 
Caminharemos juntos.
Se não for possível,
Sigo em frente,
Como sempre segui.

E, que as estrelas piscando,
Lá no firmamento,
Privilegiadas testemunhas,

Brilhem intensamente...
Sejam luzes da nossa decisão,
Nesse momento.

 
(Carvalho Neto)



Post Scriptum

 


Este poema foi feito, após assistir, pela enésima vez, o maravilhoso filme "O Nosso Amor de Ontem", de Sydney Pollack. A película conta o romance entre Katie Morosky (interpretada magistralmente por Barbra Streisand) e Hubbell Gardiner (Robert Redford).

Em 1937, Katie é uma judia comunista, de classe operária. Desperta a atenção de Hubbell Gardiner (um rico protestante, de família tradicional), em virtude de ser uma pacifista convicta. Cada um segue seu caminho: ele escritor e ela trabalhando em uma rádio.

Passados oito anos, ao acaso, encontram-se em Nova York. E, por serem muito diferentes, se apaixonam... dois opostos que se atraem e vivem uma linda e conturbada história de amor.

Vale a pena assistir ao filme !!!

 


BELA INTERAÇÃO

 
Não choro mais,
Não corro atrás,
Quem sabe assim,
Vens até a mim

 
(Poetisa Rosa Alves)
Antônio Carvalho Neto
Enviado por Antônio Carvalho Neto em 02/12/2017
Alterado em 04/03/2018
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários