Antônio Carvalho Neto
De Poesia ninguém morre... se vive!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos




"Tocando em Frente"... mais que uma canção... é uma lição de vida!
                                                                                                                                           
Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais.
 
Hoje me sinto mais forte
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei
Ou nada sei
 
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
 
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
 
Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente
 
Como um velho boiadeiro
Levando a boiada
Eu vou tocando os dias
Pela longa estrada, eu vou
Estrada eu sou
 
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
 
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
 
Todo mundo ama um dia
Todo mundo chora
Um dia a gente chega
E no outro vai embora
 
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz
 
Conhecer as manhas
E as manhãs
O sabor das massas
E das maçãs
 
É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir
 
Ando devagar
Porque já tive pressa
E levo esse sorriso
Porque já chorei demais
 
Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz
 


"Tocando em Frente" tem dupla paternidade: a belíssima música sertaneja é da autoria do cantor Almir Sater; e sua letra, da lavra do compositor Renato Teixeira. É um bálsamo para quem gosta realmente do “bom” e do “melhor”.
 
Tem um significado especial para mim, pois, há alguns anos fui acometido por grave problema de saúde e, na ocasião, aconselhado por médicos, familiares e amigos a desacelerar o ritmo de vida. Creio que seus versos se entrelaçam ajustadamente com a construção de minha história, a partir de então.

E, de per si, "Tocando em Frente" tem uma historinha interessante, ilustrada pelo próprio Almir Sater no Programa “Viola minha Viola”, na TV Cultura de São Paulo e retratada a seguir:
 
"Fui jantar uma vez em casa do Renato Teixeira... peguei o violão de seu filho e fiquei dedilhando a música, inspirada naquele momento... e, logo, Renato começou a escrever a letra".
 
Continuando a narrativa, o sertanejo revelou que, dias depois do episódio, recebeu telefonema de Maria Betânia (com quem nunca tinha tido contato antes). Betânia, na ocasião, o indagou se não dispunha de algum trabalho inédito, pois, estava na fase de preparação de seu novo disco.

Ainda ao telefone, Almir Sater pegou o violão e cantou a música para sua interlocutora. Ao término daquela inusitada apresentação, adiantou que Renato Teixeira iria gravá-la muito em breve.

De reconhecida personalidade e temperamento fortíssimos, Betânia retrucou imediatamente. E, antes de se despedir, a baiana foi enfática : "Lamento Almir... essa música é minha... agora já tem dono"

E a canção se tornou um "hit" na voz poderosa e interpretação personalíssima da irmã de Caetano Veloso.

Posteriormente, foi gravada pelos próprios autores (Almir Sater e Renato Teixeira) e por meio mundo de gente importante da música brasileira... do sertanejo clássico a figuras carimbadas da MPB, como: Sérgio Reis, Vanessa da Mata, Agnaldo Rayol, Ana Carolina, Paula Fernandes, Leonardo, etc.


Eu, sinceramente, adoro "Tocando em Frente", em todos os sentidos. Acho extraordinárias as interpretações que conheço.

Ultimamente tenho predileção especial pelo dueto emocionado entre Paula Fernandes e Leonardo. O arranjo com a utilização do violão acústico, piano eletrônico, caixa e, especialmente, a sanfona... lhe atribuem uma sonoridade musical de uma harmonia única. "É coisa para se ouvir sempre... meditar e relaxar!". RECOMENDO!

 
Detalhe interessante: os dois já nem se falam mais... em função do rompimento litigioso do contrato musical de Paula Fernandes com Leonardo, quando esse era empresário da cantora sertaneja.

Sobre a canção, tenho a dizer: "A melodia é única, inigualável. A letra, em si, é maravilhosa. Todos os versos são harmônicos e trazem mensagens que vão do coração à mente, em milésimos de segundos. É difícil dizer qual verso é o mais belo".
 
Vejam a primeira estrofe. O que acrescentar sobre ela? NADA! É somente ouvir, degustar e refletir.
 
“Ando devagar,
Porque já tive pressa,
E levo esse sorriso,
Porque já chorei demais.”.
 
E a segunda?  O que comentar?
 
“Hoje me sinto mais forte
Mais feliz, quem sabe
Só levo a certeza
De que muito pouco sei
Ou nada sei”
 
A quarta parte é para arrebentar o coração de qualquer ateu ou atoa:
 
“É preciso amor
Pra poder pulsar
É preciso paz pra poder sorrir
É preciso a chuva para florir”

Mas, depois de ouvir centenas de vezes, as duas estrofes abaixo são as que tenho maior afinidade:
 
“Penso que cumprir a vida
Seja simplesmente
Compreender a marcha
E ir tocando em frente”
 
“Cada um de nós compõe a sua história
Cada ser em si
Carrega o dom de ser capaz
E ser feliz”
 
Enfim, a melodia é espetacular, em toda a sua extensão... E a letra singela e de extraordinária beleza, poderia ser facilmente assinada por Mário Quintana ou qualquer outro talentoso poeta: uma grande e maravilhosa lição de vida.  

“Tocando em Frente” é uma canção para se ouvir sempre... sempre, a qualquer hora do dia ou da noite! Confiram!



 
Antônio Carvalho Neto
Enviado por Antônio Carvalho Neto em 07/01/2018
Alterado em 11/01/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários