Antônio Carvalho Neto
De Poesia ninguém morre... se vive!
CapaCapa Meu DiárioMeu Diário TextosTextos E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Textos


(Imagem do Google)

O Poeta, o Amor e a Dor da Saudade



Saudade é dor doída,
Pela ausência de quem se ama,
Saudade é a chama ardente,
Que o coração sente, chora e reclama.

Saudade é ter que não ter,
De tanto sofrer...
Saudade é estar distante,
Por te querer.

E, eu que te quero tanto,
E tanto preciso pra viver,
 De tanto qu'eu amo,
Amar tanto, você.


(Antônio Carvalho Neto)




Bela Interação


 
A dor da saudade machuca,
Me deixa Maluca,
Um dia vou encontrar esse amor,
Que me deixou no meu peito essa Dor.

(Poetisa Amandita)




Post Scriptum


 
Este é um dos poemas mais simples que já escrevi. Mas, tenho uma imensa identificação, especialmente em momentos de tristeza e solidão. Por isso resolvi postá-lo novamente. O coração sangra e a dor da saudade é um acalanto !!!

 
Antônio Carvalho Neto
Enviado por Antônio Carvalho Neto em 28/04/2018
Alterado em 28/04/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários